Depoimentos de Pacientes

Eu sofri um grave acidente de moto em fevereiro de 2017. Tive diversos sangramentos no cérebro, e, por causa do tratamento pesado à     base de corticóides, tive uma sequela com a diminuição do meu campo visual. Numa das minhas pesquisas sobre eventuais tratamentos para o problema, encontrei o self-healing e a Márcia.
Ao começarmos as sessões eu devo admitir que fiquei um pouco reticente quanto à     eficácia daqueles exercícios " bobos", mas, felizmente, eu estava muito equivocado.
Hoje, depois de mais de um ano do acidente, e de cerca de 9 meses de sessões, eu percebi uma melhora muito significativa na minha visão, o que me deu mais confiança até para voltar a dirigir ( o que mais de um médico já me disse que seria quase impossível).
Devo dizer que a melhora se deve à     minha força de vontade, determinação e disciplina ao cumprir o que é estabelecido nas sessões, mas, principalmente, deve-se à     confiança, que no início à    s vezes nem eu tinha em mim, mas a Márcia nunca deixou de ter e sempre trabalhou esse lado também. Hoje eu estou bem melhor do que há um ano, e daqui a um ano estarei muito melhor do que hoje.
Obrigado a você, Márcia, por fazer parte e por estar ao meu lado nessa jornada.
João Paulo Igra

 

Tive um acidente de moto com traumatismo craniano, ficando desacordado um longo tempo. Além de quebrar vários ossos devido a grave pancada na cabeça lesionei o nervo óptico.
Antes do acidente oftalmologistas chegaram a me receitar óculos de 8 a 10,5 para longe e 3,5 e 4,5 para leitura, além de ter estrabismo.
Há um ano e meio pratico o Self-healing com dedicação com a Terapeuta Marcia Mackenzie. E foi com grande alegria que retornei da última consulta com o oftalmologista: - estrabismo praticamente zerado, 6 para longe e 2,5 e 3,5 para leitura, e o mais importante, o Nervo óptico está se Regenerando!
Depoimento de:Eduardo de Jesus

 

Meu nome é Stella. Procurei Marcia há uns dois anos após meu oftalmologista dizer que um dia operaríamos catarata porque todos terão catarata. Comecei com os exercicios com Márcia e os resultados tem sido muito positivos. Além disso divulgo para todos que conheço.
Em 2014. minha tia maria Ivete com 95 anos comunicou-nos que iria ser submetida a cirurgia de catarata, Ela mora no interior e não tem como se deslocar para o Rio ou Niterói. Tive então a idéia de passar alguns exercícios orientada pela Marcia. Após alguns meses, meu esposo recebeu uma ligação dela dizendo assim: 'sabe de onde estou vindo? do médico e ele me perguntou onde estava a minha catarata e o que eu havia feito.' É claro que ela ficou ainda mais confiante e nos pediu mais exercícios. Só posso agradecer a Deus que colocou Marcia em nossas vidas. E coloco também um conselho: façam os exercícios porque minha tia faz diariamente!!
Depoimento de:Stella

 

Tenho Esclerose Múltipla e o calor excessivo paraliza meus movimentos. Há um ano faço um trabalho com Márcia e neste verão de 2014, onde no Rio de Janeiro estamos encarando temperaturas que muitos dias encostam nos 50°, eu assim como todos que convivem comigo, estamos impressionados com meu bom desempenho motor.
Agradeço a Márcia e ao Self-Healing.
Depoimento de:Martha Bicalho

 

Meu nome é Luiza, nasci com uma má formação na vista direita, o que gerou uma catarata congênita, nistagmo, estrabismo, além de outros problemas neste olho. Meus pais descobriram o problema bem cedo, eu tinha apenas quinze dias de vida.
Quando eu era criança, vivia indo de um médico a outro, eles procuravam tudo que ajudasse, liam, pesquisavam se dedicaram a solucionar o meu problema, ou melhor amenizá-lo já que não havia uma "cura". Contudo, apesar de muitos médicos não darem muitas esperanças e eles não darem muitos prognósticos sobre como seria minha vida futura, eu sempre tive uma vida completamente normal. Estudei como todos, fui atleta durante mais de sete anos (competi campeonatos estaduais e brasileiros, normalmente), sempre pratiquei esportes, faço trilhas, caminhadas, aula de circo, capoeira, surfo, nado, tudo normalmente.
Há alguns anos eu conheci o Self Healing e vi uma forma de melhorar ainda mais minha visão. Por conta de tanto forçar a vista esquerda, acabei adquirindo Miopia e Astigmatismo, uso óculos, como milhares de outras pessoas no mundo. O Self Healing me ajudou a ter mais consciência da minha vista direita, aprender a trabalhar com ela, mesmo dentro de suas limitaçôes. Na última semana, conquistei mais um objetivo, tirei minha carteira de motorista, foi uma grande vitória e mostra que não há limitaçôes, desde que vc acredite nisso!
Depoimento de:Luiza Chaves 

 

Tinha um problema sério de FOTOFOBIA, e em 6 sessôes de terapia com Marcia Mackenzie, ela simplesmente ZEROU.... A ACUIDADE VISUAL também melhorou bastante. Nunca enxerguei com tanta nitidez, mesmo usando óculos."
Depoimento de:Andrea Poggi 

 

Sofro de problemas de visão desde criança e há alguns anos luto contra o glaucoma. Tenho feito a terapia de visão, fazendo os exercícios propostos todos os dias, há alguns meses e já tem tido resultados, a pressão ocular está mais controlada e a miopia diminuiu um grau. Abraços (25 anos - nasceu com miopia, desde 1 ano usando óculos.Na adolescência teve descolamento de retina nos olhos. Ainda não completou 6 meses de Self-Healing!)
Depoimento de:Tiago

 

Falar da terapia “Body Talk” para mim é muito difícil, pois corro o risco de parecer fantasiosa, pois é uma terapia que trabalha o corpo e a mente de modo atemporal, se remetendo ao passado, presente e futuro, sem que o paciente se expresse verbalmente e sem interferência religiosa.
Seu corpo fala de acontecimentos adormecidos que em algum momento afetaram o seu modo de ser, ver e sentir o mundo, através do contato da mão da terapeuta com sua pulsação e assim, seu corpo é reorganizado e reestruturado indicando um caminho a percorrer de forma muito sutil.
Então, desde o início desta terapia venho curando feridas incluindo principalmente as que ignorava, se é que posso dizer da alma que afetaram o meu corpo, e consequentemente melhorando minha maneira de ser e ver o mundo.
É uma terapia que você pode ser veículo de pessoas que você tenha vínculo, caso tenha consentimento de ambas as partes. No caso, fui veículo desta terapia para minha mãe e meu pai em momentos diferentes, ajudando-os a averiguar partes do seu corpo, procurando médicos e tratamentos adequados conforme os órgãos trabalhados durantes as sessôes.
Dentre muitos benefícios deste tempo de terapia, destaco o caso da minha mãe, o qual longo tempo acamada, com fraqueza, dores e mal estar generalizado, os médicos e exames não apontavam nenhuma direção. Foi então que resolvemos tentar esta terapia, com meu corpo servindo de veículo do seu tratamento, por ela morar em outra cidade. E assim, foi permitida a primeira sessão de Body Talk para seu benefício.
Após cada sessão eu e minha mãe conversávamos por telefone tudo que estava sendo trabalhado na terapia e o tempo que o corpo levaria para se curar. Aos poucos ela foi apresentando melhora, as sessôes continuaram, os médicos e exames também. Após sua melhora, foi constatado em um exame por um médico que ela teve toxoplasmose e se curou sem ser detectada e medicada pela medicina tradicional. Durante estes anos, submetida a sessôes de terapia de Body talk, venho constatando inúmeros benefícios realizados em mim e minha família. 

 

Após 33 anos de visão quase perfeita, tive Herpes zoster no nervo oftálmico do olho direito, seguido de descolamento de retina e catarata. Praticamente perdi a visão desse olho e atividades rotineiras como descer uma escada e dirigir se tornaram agoniantes.
Tomei a iniciativa de procurar um terapeuta Self-Healing depois de ouvir que a ortóptica tradicional não podia fazer nada por mim.
Com poucos meses de terapia corporal e visual voltei a ter pesçoso e a dirigir com segurança.
Após um ano, voltei a pegar estrada a noite e a maquiar meus olhos! Também me tornei paciente de Body Talk e Sintônica, que muito me ajuda a restaurar meu sono e minha saúde. Afirmo com satisfação que essas terapias me ajudaram na diminuição e retirada de antidepressivos e ansiolíticos (com aprovação da minha psiquiatra), dos quais fui refém após o falecimento de familiares. E ainda me ajudam na minha atual batalha, que é vencer o vício de fumar.
Cada pequena vitória é uma enorme felicidade no restabelecimento da minha saúde! Beijo,
Depoimento de:Lisa

 

Tenho um histórico de uma série de problemas visuais desde a infãncia. Hipermetropia alta, astigmatismo, ambliopia, diplopia e dores de cabeça sempre fizeram parte da minha vida e nenhum médico foi capaz de fazer meus olhos se sentirem tranquilos e confortáveis. Nem por isso me acostumei um só dia de que essa situação teria que durar para sempre.
Fui apresentada ao self-healing aos 35 anos de idade e confesso que isso foi um divisor de águas na minha trajetória. Em menos de um ano, meus olhos estão muito mais descansados e equilibrados. Não sinto mais a dor no fundo do globo ocular que tanto me incomodava e tirava minha concentração. Minha visão dupla melhorou significativamente e sinto que meus olhos não querem mais fugir um do outro, mas serem parceiros perfeitos, como deve ser.
Mas há muito a fazer e não duvido de que outras melhoras ainda virão." Um grande beijo,
Depoimento de:Kelly

 

Sendo portadora de um problema visual(Deg. Mácula) sem perspectivas de cura, resolvi procurar um tratamento alternativo, encontrando-o com Marcia Mackenzie, que segue o método Self-Healing criado por Meir Schneider. Através desse método realizo exercícios diários de reeducação visual, terapia corporal e sintônica, assim, meu problema visual estacionou, minha visão geral melhorou muito e minhas enxaquecas terminaram.
Depoimento de:Maria Lúcia (81 anos)

 

Quando tinha apenas quinze dias, minha mãe percebeu que havia algo errado com meus olhos e logo cedo foi diagnosticado que eu havia nascido com uma má formação ocular da vista direita, tinha catarata congênita, nistagmo e estrabismo. Desde então começou a busca por médicos e terapias, das mais ortodoxas as mais alternativas, fui a tudo que foi apresentado a mim e aos meus pais.
Operei cinco vezes a vista direita, coloquei uma lente para catarata, mas esqueceram de me avisar um detalhe simples, eu enxergava dessa vista!
Como acontece na maioria dos casos em que as pessoas apresentam uma deficiência lateral, meu corpo se adaptou a usar só a vista esquerda, tinha então uma visão monocular. Isso, como muitos devem saber, não causa maiores prejuízos a curto prazo, como nasci assim, não tive problemas em ver profundidade e nenhum tipo de restrição física ou intelectual por causa da deficiência.
Desde pequena fui atleta, competi Ginástica Rítmica, estudei em boas escolas, fui uma boa aluna e passei para universidade pública. Uma vida normal, como podem perceber. Porém, forçar muito só um lado do corpo não faz bem a ninguém, logo meu olho esquerdo começou a dar sinais de sua sobrecarga e aos 15 anos comecei a usar óculos para corrigir a miopia e astigmatismo. Nesse momento, esse problema não me incomodava, era adolescente e o que mais me irritava era o nistagmo, havia corrigido o estrabismo, mas o nistagmo continuava deixando meu olho "vesgo", o que, as vezes, me fazia ser o centro das piadas no colégio. Decidi então, voltar a fazer exercícios para vista, procurei a ortoptica, contudo a médica que me atendeu informou que devido a minha idade seria difícil apresentar resultados positivos.
Fiz os exercícios por algum tempo, mas não me animei a continuar. Passaram mais alguns anos, até que meu namorado comentou comigo sobre uns exercícios que a mãe dele fazia para os olhos, me deu um livro dela e falou que, de repente, isso podia me ajudar. Procurei na internet um profissional que pudesse me ajudar com o método do Self Healing, alguém que me dissesse se aquilo poderia me ajudar e o que eu deveria fazer. Encontrei a Márcia, que vem me acompanhando fazem dois anos, ela, através do Self Healing, me ensinou que eu podia ver com a vista direita e que deveria fazê-lo, até porque, mais do que manter meu nistagmo mais leve e esteticamente menos perceptível, isso poderia garantir que eu tivesse uma boa visão por muito mais tempo, preservando e descansando meu olho esquerdo.
Há quase dois anos eu faço os exercícios, muitas vezes, confesso que a preguiça os torna não muito regulares, mas eu procuro fazer ao menos algum deles todos os dias. E na última semana fui numa consulta periódica ao meu oftalmologista e levei um exame, foi muito gratificante ouvir dele que tinha ficado impressionado com meu campo visual da vista direita, pelo exame eu enxergava mais do que ele imaginava (o nistagmo impede que alguns exames feitos para medir o grau de acuidade visual sejam feitos, desse modo, nunca pude saber ao certo quanto de visão eu tinha do lado direito). Além disso, a miopia do olho esquerdo diminui de 4,25 para 3,5, o que mostra também que os exercícios estão ajudando a garantir a minha visão deste olho também. Agradeço muito ao Self Healing pelo prazer de enxergar e mais que isso, pela possibilidade de perceber o mundo e os detalhes cada vez mais e melhor
Depoimento de:Luiza